Pular para o conteúdo principal

Dia de Reis é Dia de Galette des Rois

galettedesrois

Dia 6 de janeiro. Dia da "Epiphanie" ou dos 3 reis magos.

Hoje é dia de comer Galette des Rois.

Tudo começou no século 17, quando Luís XIV, o Rei Sol da França, resolveu homenagear o dia da Epifania (dia da Manifestação dos 3 reis magos) com uma doce em formato de coroa (rosca) chamado gâteau des rois. Alguns poucos anos depois, fizeram uma torta redonda, recheada com creme de amêndoas que começou a se tornar mais popular que a rosca de frutas cristalizadas. Surgiu então a Galette des Rois.

A Galette se tornou a preferida de outro rei, o Luís XV. Conta a lenda que o cozinheiro, para surpreender e presentear o rei, resolve colocar uma jóia dentro da galette.

Foi uma festa. O rei e seus convidados adoraram! A idéia começou a ser difundida entre a aristrocracia francesa e, ao invés de jóia, colocavam uma fava de baunilha.

Os anos se passaram e a brincadeira foi se amadurecendo. Quem encontrasse a fava dentro da galette, seria rei por um dia. Em troca, compraria a galette do ano que vem.

Hoje, as Galletes des Rois são vendidas com bonecos dentro (com peças de porcelana, ferro ou plástico) e com coroas de papelão. Você encontra pedaços à venda até nas ruas de Paris.

galette-des-rois

A tradição foi difundida entre toda a Europa. Os espanhóis fizeram o Roscón de Reyes e os portugueses o Bolo-Rei.

Na França existem clubes super populares de colecionadores de bonecos de Galette des Rois.

galette

Um dos filmes mais recentes a mostrar em uma cena essa tradição da Galette des Rois é o Les Chansons D'Amour (As Canções de Amor) do Christophe Honoré, que esteve em cartaz no final do ano passado aqui em São Paulo.

Aqui no Brasil a tradição não pegou. Encontramos pouca coisa como alguns Bolos-Reis no supermercado ou em docerias como a Ofner.

Uma pena.

Mas se anime e faça a verdadeira Galette des Rois:

Ingredientes:

Creme de Amêndoas:
- 200 g de manteiga ou margarina sem sal
- 200 g de açúcar refinado
- 200 g de farinha de amêndoas
- 4 ovos
- 75 g de farinha de trigo

Preparo:
Em uma batedeira, bata o açúcar, a margarina e a farinha de amêndoa até ficar quase branca e aerada. Junte os ovos um a um e a farinha. Bata por mais um minuto e coloque na geladeira.

Montagem:
Com um disco de massa folhada comprada ou feita em casa, forre a forma e jogue por cima o creme de amêndoas e coloque o bonequinho (pode ser uma noz, uma fava, ou até um feijão). Com um outro disco, cubra o creme.
Pincele com gema a massa folhada e coloque em forno pré-aquecido médio (aprox. 200ºC) durante meia hora.

Pronto. Agora é só saber quem será o "roi du jour"!

 

Comentários

Bergamo disse…
Michel,
O Fabrice Lenud da Douce France (al. Jaú) prepara as galettes. E são muito boas por sinal!! Mas, realmente, essa tradição não pegou no Brasil...uma pena...
Abraços,
Bergamo
Anônimo disse…
Quando a gente não conhece algo nos passa despercebido. Não me lembro dessa cena no filme, não conhecia a Galette...

A Amiga
Auki disse…
A Amiga,

Lembra que tinha comentado com vc depois do filme? haha

Mas veja aqui: http://br.youtube.com/watch?v=ue1e7rT-4bU

Está em 2:20.
Anônimo disse…
Eu me lembro de você comentar não-sei-o-quê sobre não-sei-que-lá, rsrsrs

A Amiga

Postagens mais visitadas deste blog

É... O tomate tá ficando caro no mundo todo!!

Nova York levando café a sério

A dinâmica presente no DNA de Nova York se mostra presente também na cena de cafés especiais.   A cada ano que passa fica evidente a vocação de Nova York para, assim como Porltand, Seatle e São Francisco, ser um ponto de referência de cafés especiais.   Visitei e re-visitei nas últimas duas semanas aproximadamente 30 cafés especiais em Nova York além de lugares onde o nova-iorquino consome boa parte da bebida como Mc Donalds, Dunkin Donuts e, claro, Starbucks.   Gorjetas   Uma coisa que me chamou atenção esse ano foi a gorjeta. Culturalmente, as gorjetas variam de 10 a 15% do valor do pedido. Quase todos os cafés de NY hoje usam um iPad como POS ou ponto de venda (a nova geração da tela da caixa registradora) e simplesmente giram a tela para o consumidor colocar o quanto gostaria de dar de gorjeta.   É fato que muita gente nos EUA vive com o dinheiro dessas gorjetas, que é muitas vezes maior que o valor do salário. Mas aqueles 10 ou 15% tradicionais estão virando coisa do passado. Algu

1000 coisas para comer antes de morrer

#0006 Pierog Comida típica polonesa, esse salgado é uma mistura do nosso pastel com um grande ravioli semi-cozido. No recheio, repolho, cebolinha, batatas e carne e cogumelos portobello. Além de versões mais modernas com morangos e confitures. Tradicionalíssimo na Europa central desde o século XVII e patrimônio gastronômico da Polônia.