Pular para o conteúdo principal

1000 coisas para comer antes de morrer

#0004 Macarons da Ladurée

macaroon

Inventora dos macarons modernos, a Ladurée é sinônimo de beleza, coisas deliciosas e únicas.

Duas metades de massa leve de amêndoas, unidas pela docura do recheio cremoso intenso.

A maison fundada em 1862 em Paris tem o melhor macaron do mundo, com suas cores e sabores, fazendo jus à joie de vivre. É pra comer chorando de felicidade!

Comentários

BETO disse…
Em julho devo visitar a Europa, e com certeza comer macarrons está no meu programa de férias, rsrsrs. Adorei esse cantinho, não o conhecia até aparecer o prêmio bestblogzbrazil. Adorei tudo aqui. Já linkei. Abraços.
Anônimo disse…
Cliquei teu blog por acaso e achei o máximo. Estive no Ladurée em dezembro e te confesso que comi uma caixa com 24, sózinha. MARAVILHOSOS!.Além é claro do charme da loja.

Postagens mais visitadas deste blog

É... O tomate tá ficando caro no mundo todo!!

Nova York levando café a sério

A dinâmica presente no DNA de Nova York se mostra presente também na cena de cafés especiais.   A cada ano que passa fica evidente a vocação de Nova York para, assim como Porltand, Seatle e São Francisco, ser um ponto de referência de cafés especiais.   Visitei e re-visitei nas últimas duas semanas aproximadamente 30 cafés especiais em Nova York além de lugares onde o nova-iorquino consome boa parte da bebida como Mc Donalds, Dunkin Donuts e, claro, Starbucks.   Gorjetas   Uma coisa que me chamou atenção esse ano foi a gorjeta. Culturalmente, as gorjetas variam de 10 a 15% do valor do pedido. Quase todos os cafés de NY hoje usam um iPad como POS ou ponto de venda (a nova geração da tela da caixa registradora) e simplesmente giram a tela para o consumidor colocar o quanto gostaria de dar de gorjeta.   É fato que muita gente nos EUA vive com o dinheiro dessas gorjetas, que é muitas vezes maior que o valor do salário. Mas aqueles 10 ou 15% tradicionais estão virando coisa do passado. Algu

1000 coisas para comer antes de morrer

#0006 Pierog Comida típica polonesa, esse salgado é uma mistura do nosso pastel com um grande ravioli semi-cozido. No recheio, repolho, cebolinha, batatas e carne e cogumelos portobello. Além de versões mais modernas com morangos e confitures. Tradicionalíssimo na Europa central desde o século XVII e patrimônio gastronômico da Polônia.