Pular para o conteúdo principal

Confitures e Geléias

geleias e confitures 

No Brasil, tudo é geléia!

Não é bem assim. Muita gente confunde confiture com geléia. Mas são coisas bem distintas.

Confiture é um processo de conservação de frutas com açúcar, feito com frutas em pedaços macerados. Muito parecido com a nossa geléia.

Geléia é mais nobre. É somente o sumo da fruta com açúcar. As frutas precisam ser ricas em pectinas para poder dar a consistência (e aparência) de gel (gel, geléia... pegou?!). As melhores são pêssego, groselha, framboesa, morango, blueberry (ou mirtilo), amora, maçã e cassis.

Claro que pode-se fazer geléias com outras frutas. Geralmente usadas com pectina industrial extraídas de maçãs.

Além disso, a confiture é bem mais barata e os potes são maiores, mas isso não significa que é menos gostosa.

Quando for viajar, fique atento aos rótulos e não estranhe se um vidrão de "geléia" de 1kg custar poucos euros (talvez 1 ou 2), e outros de 200g custarem os olhos da cara! ;)

Comentários

Anônimo disse…
Nossa, nunca tinha parado para pensar nessa diferença. Eu amo "geléia". E prefiro confiture (qual a pronúncia correta?) a geléia. Adoro sentir a fruta e as sementinhas na "geléia".
Essa geléia "sem fruta" sempre me pareceu mais artificial que a geléia "com fruta", rsrs.
Minha mãe faz mt confiture, porque eu gosto. Ela faz até de jabuticaba, fica uma delícia. Para dar a pectina necessária, ela bate casca de maçã com um pouco de água e coa, e coloca essa água de maçã na geléia, para dar o ponto. Supimpa!


A Amiga

Postagens mais visitadas deste blog

É... O tomate tá ficando caro no mundo todo!!

Nova York levando café a sério

A dinâmica presente no DNA de Nova York se mostra presente também na cena de cafés especiais.   A cada ano que passa fica evidente a vocação de Nova York para, assim como Porltand, Seatle e São Francisco, ser um ponto de referência de cafés especiais.   Visitei e re-visitei nas últimas duas semanas aproximadamente 30 cafés especiais em Nova York além de lugares onde o nova-iorquino consome boa parte da bebida como Mc Donalds, Dunkin Donuts e, claro, Starbucks.   Gorjetas   Uma coisa que me chamou atenção esse ano foi a gorjeta. Culturalmente, as gorjetas variam de 10 a 15% do valor do pedido. Quase todos os cafés de NY hoje usam um iPad como POS ou ponto de venda (a nova geração da tela da caixa registradora) e simplesmente giram a tela para o consumidor colocar o quanto gostaria de dar de gorjeta.   É fato que muita gente nos EUA vive com o dinheiro dessas gorjetas, que é muitas vezes maior que o valor do salário. Mas aqueles 10 ou 15% tradicionais estão virando coisa do passado. Algu