Pular para o conteúdo principal

Jamie's Kitchen

As pessoas podem reclamar, não gostar, achar babaquinha, mas eu adoro e admiro o Jamie Oliver!

Não só pelo pelos programas dele, mas pela história que o faz ser o Jamie!

Ele realmente é um fenômeno, a ponto de mudar a alimentação das escolas públicas da Inglaterra ou ainda mudar o hábito dos ingleses.

Pois bem, hoje ele cozinhou para os líderes do G20, incluindo nosso presidente, o Lula.

Pelo que ele postou em seu blog, o cardápio soa maravilhoso.

Os pratos levam Cordeiro, Salmão, batatas, aspargos, ovos (do condado da Cornualha e que não farei piadinhas com a esposa do principe Charles) entre outros ingredientes. Todos ingleses, de diversas regiões.

Veja aqui o cardápio no blog dele

p43158

E o mais legal é que o Jamie cozinhou com seu time do restaurante Fifteen. Para quem não sabe, o Fifteen é um restaurante onde todo ano são selecionados 15 jovens ingleses desempregados ou em recuperação de vicios de drogas e afins, onde passam 1 ano aprendendo e comandando o restaurante. Existem filiais na Holanda e Austrália.

Ao terminar o jantar, ele falou pelo twitter (@jamie_oliver) que todos estavam muito orgulhosos!

Nós também, Jamie!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

É... O tomate tá ficando caro no mundo todo!!

Nova York levando café a sério

A dinâmica presente no DNA de Nova York se mostra presente também na cena de cafés especiais.   A cada ano que passa fica evidente a vocação de Nova York para, assim como Porltand, Seatle e São Francisco, ser um ponto de referência de cafés especiais.   Visitei e re-visitei nas últimas duas semanas aproximadamente 30 cafés especiais em Nova York além de lugares onde o nova-iorquino consome boa parte da bebida como Mc Donalds, Dunkin Donuts e, claro, Starbucks.   Gorjetas   Uma coisa que me chamou atenção esse ano foi a gorjeta. Culturalmente, as gorjetas variam de 10 a 15% do valor do pedido. Quase todos os cafés de NY hoje usam um iPad como POS ou ponto de venda (a nova geração da tela da caixa registradora) e simplesmente giram a tela para o consumidor colocar o quanto gostaria de dar de gorjeta.   É fato que muita gente nos EUA vive com o dinheiro dessas gorjetas, que é muitas vezes maior que o valor do salário. Mas aqueles 10 ou 15% tradicionais estão virando coisa do passado. Algu